Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida de Mala Aviada

A vida de Mala Aviada

O que nos faz desejar (algo) é o facto de ser temporariamente inacessível #5

é verdade sim, espero pelos dias em que chegas a casa, despes a camisa e te vens pegar a mim no sofá. das-me um beijo na bochecha e falas suave, quase como para não te ouvir. pego na tua cabeça, deito-a no meu colo e sonho através dela; levanto-me para te despir a saia e empurrar-te para a casa de banho, para o chuveiro. claro que a partir daí há imensas hipóteses: posso juntar-me a ti, posso esperar-te com a tolha no colo,posso ir buscar duas bolachas que fiz durante a tarde, posso ir apanhar a alface para o jantar, posso ligar o gira discos e por jazz de fim de tarde... posso ficar quieta, hora e horas, pensar em tudo e nada - porque o tudo, ao fim ao cabo, é nada no universo porque é imensamente grande... - e desejar-te por mais tempo. sempre mais tempo: a meu lado, no meu colo, no chuveiro ou em frente do carro com um copo de café à minha espera. é sempre e durante mais tempo.

2 comentários

Comentar post