Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida de Mala Aviada

A vida de Mala Aviada

Desalojar de ideias #92

Isto não era suposto ter sido assim, esta manhã. Era suposto ter acordado às 8h30 e ter-te trazido o pequeno almoço à cama: um cappuccino da nossa máquina já montada para a temporada de inverno, torradas quentinhas e o jornal a acompanhar. Supostamente, seria isso. Depois iriamos ficar a noamorar até à hora de nos levantarmos oficialmente e ir, as duas como sempre, para o banho. Casa de banho quentinha, creme cheiroso e os nossos perfumes a entrelaçarem-se tentando ocupar os nossos olfactos por completo. Depois de vestir, ainda iria haver tempo para te preparar o almoço e pores tudo na mala antes de ires embora.

Sim, era suposto ter sido assim, mas não foi. Em vez disto, fiquei enrroscada no edredon até às 10h50 hora pela qual te levantaste de um salto para ir tomar banho para ter tempo de apanhares o autocarro das 11h20. E bolas, só tive tempo de te dar o iogurte, por as tuas bolachas na prata e dizer o quanto te amo e até logo, depois da meia noite. Ando cansada cansada cansada... Quem disse que era fácil andou a mentir com os dentes todos que tinha na boca. Mas amor, prometo que este fim de semana acordo extra cedo para te dar mimos, prometo.