Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida de Mala Aviada

A vida de Mala Aviada

Desalojar de ideias # 20

 Reconheço: é estranho ver o quarto em desatino, cheio de caixas e os caixotes do lixo vazios (sim, OS - não poderia ser só um, não fosse eu a menina eco!); em compensação, é extremamente cinematográfico ter o globo d'ella em cima de três dossiers da papelaria fernandes e uma caixa com coisas do antigo curso. O quarto já não cheira a café do starbucks, mas se alguém me desse um beijo agora ainda sentiria o aroma matinal. Descobri que gosto de leite de soja. ando fascinada com aquilo: criança com brinquedo novo. Há uma ameaça de chuva pendente, mas é menos real que eu ir atirar-me para a banhiera daqui a umas horas. ella prometeu que iria tomar todas as precauções: volta daqui a 10 dias. vou - espero - para vila real quando voltar. wi. o mundo é um ser fascinante: não tenho motivos especificos para afirmá-lo, mas mais fascinante ainda é a minha vontade de ir trabalhar, com PMS, sem comer - nem vontade de - chocolate. Pirei de vez. tenho chorado que nem uma madalena perdida todas as noites: associo isto ha existencia de hormonas suícidas e à falta que ella me faz. it sucks so much. o meu iPod continua a ser um amigo de bolso mesmo quando me apercebo que já não estou a ouvir nada há uns bons minutos e continuoo com os phones. redescobri paixão pelos Yeah Yeah Yeahs e por Klaxons - quem me quiser oferecer novo cd dos primeiros, be my guest. weird: fio que a Marie me deu, em ouro com um coraçãozinho - tinha eu uns 7 anos - foi re-desoberto e ando com ele no pescoço desde então - ouro? eu? quem diria. a minha impressora anda completamente weirdoooooo e já me fez gastar mais tinta do que a que tencionava. um destes dias começo à séria a fazer o meu dossier de listas e a fazer trabalhos artísticos. acho que sonhei com telas e com a Martinho. funny. esta um calor que não se pode e a inversão de marcha continua a ser a manobra mais emocionante quando conduzo. a minha cadela partiu a ponta do rabo e eu não sei como; a minha gata anda insopurtável - sempre sempre a miar. e eu ando sem paciência para ser mais profunda do que sou. buah. porra de post.