Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida de Mala Aviada

A vida de Mala Aviada

I DON'T WANT TO...TO...TURURU...TO...TO FORGET YOU.

Não me quero esquecer de como é o encaixe do teu ombro, como é a tua pele no meu queixo quando dormes de costas para mim. Não me quero esquecer de como a minha mão pousa delicadamente no osso da tua anca, de como sinto o quente do teu ser. Não me quero esquecer de como é espreitar por baixo da tua camisola, como o teu cabelo me faz cócegas durante a noite. Não me quero esquecer que de todas as mulheres que poderia amar és tu quem escolhi e não me quero esquecer de como me fazes feliz todos os dias. Não quero, não o faço.