Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A vida de Mala Aviada

A vida de Mala Aviada

dovaziocomamor #9

Dou uma meia volta e fico exactamente ali, meia volta depois ali. Se olho para trás já é passado ardente e fogoso e se olho para a frente há uma névoa gelada que se compadece - ainda não - de mim. Assim numa meia volta, tal como naquele dia naquela cama, surgiram os mesmos atributos, os mesmos adjectivos que emprego agora diante desta meia volta dada que já faz parte do passado. Se ao menos naquele momento soubesse que era melhor não dar meia volta e dar uma volta inteira então não precisava de ter presenciado nenhum passado ardente nem nenhuma névoa gelada. Não teria existido sequer porque o meio define o passado e futuro mas o por inteiro define o presente. E que dizem eles? É o presente que importa.