Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida de Mala Aviada

A vida de Mala Aviada

Sobre isto:

Não tenho escrito. Verdade, não tenho. Falta-me paciência para compor os meus pensamentos e passá-los a limpo; prefiro o rascunho da minha mente, mas como poderei partilhar algo com alguém se não sair fora da caixa - qualquer semelhança com o "sair fora da box" do Meo é... inútil. Estive uma semana a trabalhar para a Meo/Pt como operadora de telemarketing. Despedi-me ao fim dessa semana. Chegava a casa resmungona, cabisbaixa, zangada... Estava, como se diz...? Loosing myself. Chorei todas as noite nos braços do meu bem, contudo sem lhe conseguir explicar exactamente o que me atormentava. É chato, poderosamente chato. Tivemos uma semana péssima à conta disso e... foi ainda mais chato porque foi recentemente que festejamos o nosso primeiro aniversário. No matter what, estamos aqui uma para a outra. Com mais ou menos paciência, mais ou menos tolerância, mais ou menos sorrisos. Sorrisos. Sabem quando e como voltei a sorrir? Quinta-feira por volta das 11h30 da manhã com uma simples bola antistresse que foi utilizada para marcar golos de porta a porta na nossa casa (ganhei!!). Foi essa a minha terapia. Depois houve cócegas e monopólio. E foi bom, voltei a dar gargalhadas. Voltei a ouvir o meu coração vermelho e não branco, pálido com medo. Tive uma sexta-feira fantástica porque foi o meu dia, o dia dedicado à Anita Rainha-daquilo-que-já-viu. Tive direito a uma coroa de papel, com bolas pintadas que supostamente eram as pedras preciosas - adorei!; passamos o dia em casa, saímos para comprar sopa ácido picante e tentamos ver um filme - sem sucesso, sou uma rainha demasiado exigente e tombamos para o lado a dormir. Fomos de fim-de-semana e voltei ao que me faz bem. Aquilo que me pertence. Estive com os amigos, nadei, apanhei sol, apanhei legumes e estive com a família - no fundo, sem família e amigos nada fica completo. E sabemos disso tão bem quando o abraço que a mãe dá é apertado e se ouve um "meu tesouro"; sabemos disso quando os nossos amigos dão gargalhadas genuínas e hi5* porque estamos em sintonia. Sim, o verão é feito disto, e é só mesmo isto que quero.

 

Amanhã tenho entrevista para a Vodafone - call center. Se ficar, fico - o dinheiro vai dar extra jeito (pró ano é NY garantido!!!) - se não ficar, não verto uma lágrima porque quero descansar onde só ouço pássaros e vejo sol. Por isso lhe chamam férias.


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.