Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A vida de Mala Aviada

A vida de Mala Aviada

Sobre isto:

 

Eu e a curadoria. Com prazer que vos digo que ontem fui fazer a minha inscrição à ESAD para a minha pós-graduação de Curadoria Contemporânea. O primeiro contacto será para a semana, dia 18 numa aula informal - Check In onde vamos conhecer os professores e alunos... E beber um café. As aulas a sério começam dia 25 e 26 (sim, tenho aulas duas vezes por semana, das 18h às 23h) e terei o prazer de assistir ao Ciclo de Conferências Inaugurais a cargo de Bárbara Coutinho (Directora do MUDE - Museu do Design e da Moda) e de Gabriela Vaz-Pinheiro (Directora de Programação de Guimarães CE 2012). E assim começamos... Agora, agora... É só mesmo ver se somos good together.

A vez em que tu foste e eu fiquei #11

 

E não sei porquê, mas hoje, hoje de todos os dias é o que mais me tem magoado. Murros adentro, choro avulçado, compulsivo, bofetadas de vermelhidão. E ele diz grow grow... e eu digo run run. Sinto-me comprimida, enclausurada numa dor tão profunda. Não, não acho que seja só o facto de ela ter ido embora. É o facto dos meus verdadeiros amigos serem poucos e estarem longe neste preciso momento. E sinto-me tão só, tão só... Como aquela colher que fica na caneca depois do café ter sido bebido. Não consigo ver claramente, não consigo ver sem água nos meus olhos. Não no dia de hoje. E são duas da manhã e fico assim, a ouvir David e a pensar no que seria de mim sem ti.

 

Hey, espera, aqui está. Sou eu sem ti. 

Charlie Winston

 

I've always known
Since I was a young boy
In this world, everything's as good as bad
Now my father told me always speak a true word
And I have to say that is the best advice I've had
Because something burns inside of me
It's everything I long to be
And lies they only stop me from feeling free

 

Like a hobo from a broken home
Nothing's gonna stop me
Like a hobo from a broken home
Nothing's gonna stop me

 

I've never yearned for anybody's fortune
The less I have the more I am a happy man
Now my mother told me always keep your head on
Because some may praise you just to get what they want
And I said mama I am not afraid
They will take what they will take
And what would life be like without a few mistakes

 

Like a hobo from a broken home
Nothing's gonna stop me
Like a hobo from a broken home
Nothing's gonna stop me

A vez em que tu foste e eu fiquei #10

 

Tenho evitado, a muito custo, ouvir ou tocar Coldplay. Sendo a minha banda favorita desde os 12 anos e tendo eles um reportório de músicas que fazem pensar na vida de uma outra forma - cresci muitos palmos graças as suas letras e melodias - decidi deixá-los de lado por um pouco caso contrário andaria taciturna e de lágrima no canto do olho. A bem dizer inglês I would have been blue. Mas hoje, ao ver o novo episódio de Glee intitulado The Break Up não pude deixar de pensar a banda maravilhosa que eles são (por muito que se diga o contrário, que haja tanta crítica) e a evolução a que a vida nos leva. Para quem não vê Glee, todos os casais do secundário terminam. E eu, eu terminei a minha clausula de No Coldplay till she gets back para... Vamos lá chorar até ficar seca. 

 

I was just guessing at numbers and figures
Pulling the puzzles apart
Questions of science, science and progress
They don't speak as loud as my heart
And tell me you love me, come back and haunt me
Oh, when I rush to the start
Running in circles, chasing tails
Coming back as we are

Pág. 2/2