Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida de Mala Aviada

A vida de Mala Aviada

Desalojar de ideias #120

 

Há uma coisa que eu adoro no Natal quando vou lá em cima: vou sempre visitar todos os meus familiares que são tios-avós e que estão lá. Vejo-os a envelhecer de ano para ano, ouço as histórias caricatas que têm para contar, vejo os primos e primas e fala-se um pouco de tudo. Visitas de poucos minutos mas que criam em nós o laço de família. Depois, claro, há os bombons, o Porto e o café. Há a aletria da avó paterna que vem comigo para o Porto, há as pequenas prendas e a reacção de abrir as mesmas. À noite há sempre o jantar em casa da avó materna e o relembrar de algumas aventuras minhas e do meu primo à lareira com as pequenas chinoiserie da avó. E depois, claro, juntamo-nos todos para ver o filme da Sic até à primeira parte, hora em que corremos para ir até casa ver a 2ª parte porque no dia a seguir... Trabalhamos. Eles vão à azeitona e eu, um bocado desolada e deslocada volto para casa. E desta vez, a casa está meia vazia porque não a encotro a ela e sim às minhas gatas. Agora: mais 4 dias até ao fim de ano e descolo de novo para trás-os-montes onde vai haver fogueira, estrelas para contar, mantas para aquecer e histórias para animar. 

Espero que o vosso Natal tenha sido tão bom quanto o meu. 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.