Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida de Mala Aviada

A vida de Mala Aviada

25!

Foi qualquer coisa!

 

Quando chega o mês de Janeiro, pareço uma relações públicas a promover um evento tão fenomenal como é o meu aniversário. Qual natal, qual passagem de ano e qual dia dos namorados; se há dia que me faz feliz e pelo qual sou entusiasta é o dia do meu aniversário. Não sei bem porquê e não sei quando foi que comecei a tornar esta data um fenómeno; as minhas amigas dizem que nunca viram ninguém a gostar tanto de fazer anos como eu. Pois é, porque eu não gosto só de festejar, gosto mesmo de fazer anos. Gosto do sentimento e do poder inerente ao poder celebrar mais um ano conquistado, mais um ano passado com muita história para contar... Acho que é isso que levamos da vida e encaro este dia como uma verdadeira celebração - que é - uma prova que ainda cá ando e que o posso fazer. Vejo tanta mórbidade por este mundo fora, tantas coisas tristes a acontecerem e tanta gente que não chega onde cheguei, ou teve oportunidades como eu tive e tenho. E assim, decido, que mais vale celebrar o pouco ou muito que tenho, todos os anos porque não sei o que vem aí amanhã. Há gente que concorda, há gente que discorda. Como tudo no mundo.

 

E este ano não foi diferente e foi de louvar: um quarto de século merece toda a atenção que lhe podemos dar! Comecei por querer ir jantar fora, e depois de muita procura encontrei o spot perfeito mas quando cheguei já não havia vagas. Apeteceu-me desistir logo ali, comecei a lamuriar que não iria ser a mesma coisa, bla bla bla. Até que depois de muita procura desisti da ideia do restaurante e passei ao plano B: em casa é que se está bem. Um menu bastante simples, entradas serranas, esparguete à bolonhesa e sobremesas a valer, claro. Tive um dia mesmo bom: tive aula de manhã e cozinhei imenso. Cantaram-me os parabéns e fizeram-me um pequeno queque de laranja decorado com chantilly. Recebi uma prenda muito muito original, o livro da Anita e o curso de culinária: ai como eu pinchei de alegria!

 

À tarde, a minha amiga Di veio ajudar-me a adiantar aquilo que foi a noite mais esperada. Fomos as compras e corri tudo a procura de natas da agros (no can do baby doll) e depois da minha revolta lá tiveram que vir as da mimosa (foi boicote de certeza). A minha teoria compravada é que não há natas como as da agros para fazer chantilly, nem me venham com conversas!

 

 

Fomos a um tasco brindar à minha pessoa e fomos para casa fazer o bolo. Malta! Que bolo fenomenal! chocolate + nutella + chantilly + morangos e repete. Toda uma bomba calórica que nem dá para acreditar de tão bom e fácil que é de fazer!

received_787158678006172.jpeg

 

Entretanto, aproxima-se a hora de jantar e começaram a chegar os convidados e eu com o banho por tomar; começam a chegar as pessoas e eu a pular de alegria por ter a casa cheia das pessoas que mais significam para mim neste momento. A Alex chega e com ela um ramo de flores lindo e gigante que me deixou logo ali caída. Ah, finalmente o elemento final tinha chegado, pensava eu. Na confusão de entradas e saídas (sim, porque nessa noite também foi a reunião de condomínio, wow) tocaram-me à porta; e sem mais nem menos está a minha irmã com sorriso orelha a orelha... E eu nem acredito no que vejo, começo histérica ao pulos e aos gritos. Já estava maravilhada com esta surpresa mas não é que ainda há mais? Os meus pais aparecem logo de seguida com um ramo de flores nas mãos! Nem queria acreditar no que via! Fiquei hestérica de alegria, quase que me deu uma coisinha! Adoro a minha família por isto, são sempre capazes de me surpreender quando menos conto! 

 

O resto da noite decorreu como planeado: muita desarrumação, muita comida e muita muita alegria! Já não me recordava de rir tanto durante tantas horas! Foi uma comemoração digna de quarto de século, como podem ver. Relativamente às prendas, foram bastante generosas: o livro da Anita, flores, uma caixa cheia de gomas, uma forma para cupcakes, um colar da parfois, a bíblia da pastelaria francesa - Patisserie (obrigada amor!!!) - e a maior e mais cara de todas adquirida este fim-de-semana de mim para mim (com a ajuda dos meus pais): um robot de cozinha kenwood!! É verdade! Agora sou uma aprendiz de pastelereira que já pode treinar seriamente os seus skills em casa! olhem que linda:

 

15922_1.jpg

patisserie1.jpg

 

 Agora, agora é fazer coisas boas durante o ano todo e esperar um ano fantástico para marcar os 25! Yuppi! Here we go! 

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.