Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida de Mala Aviada

A vida de Mala Aviada

Está na hora de...

  Ir ao médico. E quando vou, vou sempre para fazer tudo e mais alguma coisa. Se não é ginecologista, é neurologista, se não é neurologista, é gastroenterologista. E se não é este, de certeza que vos posso mencionar mais uns quantos pelos quais tenha passado à menos de um ano.

   Bom, basicamente é o seguinte: sofro do estomago desde adolescente, fiz medicação e evitei ao máximo ter que fazer uma endoscopia digestiva, mas agora... Chegou a hora. Tenho o exame pedido desde Abril mas como boa portuguesa que sou, agora a acabar a prescrição lá vou eu marcar para o próximo sábado o dito. Já me disseram que é melhor com anestesia (sem ser a local), nem sei que faça. Mas para melhorar um bocadinho, aí vou eu toda lançada para fazer um TAC e uma possível ressonância magnética depois do resultado do primeiro. Desde Fevereiro que tenho tido umas dores de cabeça estranhas: chegam, nem batem a porta é looooogoooo a doer. E a dor é pulsátil, paralisa-me a cara se for necessário (ou partes da cara). Estranho diz a neurologista, estranho digo eu. Pelo sim pelo não vamos mas é tratar de tudo.

   Vá, mas para além disso estou quase a acabar o tratamento ginecológico da paraqueratose (uma espécie de calo que tenho no útero) e depois marco uma consulta para outro ginecologista que o meu... Deixa-me algumas dúvidas. A falar nisso, vocês preferem homem ginecologista ou mulher? Tenho más e boas experiências com os dois, e este que ando a seguir apesar de ser bom não é  bom ao ponto de me convencer. Preciso de encontrar @ certo.

 

E é isso. Vamos lá tratar da saúde que é o mais importante que há. 

Bom fds!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.