Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida de Mala Aviada

A vida de Mala Aviada

Coisas do quase velho ano

Do velho ano, este 2015, levo coisas boas, levo coisas assim-assim e coisas más. Francamente, o ano passou tão rápido que não me lembro do que fiz exatamente ou do que me aconteceu nos primeiros meses. Sei que estive de baixa por causa da garganta; faltei a aulas para ter terapia da fala, trabalhei muito ainda assim. Estagiei no hotel de aplicação da escola (blhe!) e tive pouco tempo com a minha família. Sim, disso lembro-me bem. 

 

Recebi diploma de mérito na escola, fiz 25 anos com uma festa incrível, fortaleci amizades e deixei para trás outras. Reorganizei algumas coisas cá em casa, brinquei imenso com o sobrinho, passei tardes na praia, fiz uma tatuagem nova, a Alex voltou a estudar, superamos desafios imensos, continuamos a ver o nosso amor crescer e tornar-se mais forte. 

 

E para acabar o ano, só quero mesmo entrar com a casa limpa (tenho mesmo uma teoria na minha cabeça que me diz para fazer limpezas maiores, organizar algo que possa ter requerido o meu tempo durante o ano e não ter conseguido fazê-lo) e com os trabalhos da escola que faltam terminados ou no limite do terminado. Não quero cá assuntos pendentes para 2016. 

 

Agora vou arrumar o armário dos tupperweares. Volto já. 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.