Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida de Mala Aviada

A vida de Mala Aviada

Desalojar de ideias #153

Estou aqui sentada na cozinha à espera que a panqueca de banana acabe de fritar e que o frango assado cheio de especiarias indianas acabe de assar. Entretanto ela deve estar a acabar de tomar banho e vai tomar café, lá longe onde eu não estou. Sim, é verdade. Têm sido uns dias diferentes estes (3 semanas) desde que ela começou a trabalhar lá em cima. A boa notícia é ela estar a trabalhar, a má notícia é que são 250km que nos separam ao dia de semana e isto para quem já morava há 3 anos e meio juntas... É qualquer coisa. Pelo lado positivo é saber que não há roaming, que há os fins-de-semana-demasiado-pequenos e que há amor. Muito amor. Há tanto amor que eu me atravesso pela king size bed para a sentir mais perto mesmo sabendo que isso não chega. É pensar nela o dia todo e pensar se lhe está a correr bem o dia e se os pacientes não estão a ser palermas. Há amor quando sinto os lábios dela e tremo como se fosse o primeiro beijo. 

 

Ainda assim, tenho saudades da nossa rotina e não está fácil aguentar tantos dias sem um beijinho de boa noite.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.